Mensagens de Otimismo

Você não está sozinho, meu amigo

Meu amigo, momentos difíceis arrastam desânimo e desespero para nossas almas, mas apesar de todas as dificuldades não podemos perder jamais a fé e a esperança. 

Você não está sozinho, pois além das pessoas que gostam de você, Deus caminha sempre ao seu lado e jamais o desamparará. Confie n’Ele e peça para que lhe dê forças para enfrentar este momento menos bom. 

Eu tenho confiança que tudo ficará bem, assim como confio na sua coragem e força para superar tudo isto. Tenha fé, amigo, pois tenho certeza que em breve um novo dia amanhecerá cheio de luz e alegria !

Não fique triste, pois Deus ama você

Sei que atravessa dificuldades, que sua fé e determinação estão sendo postas à prova, mas eu lhe peço de coração: não fique triste! Deus ama você e se mantiver a fé no seu coração Ele fará com que tudo isto em breve seja passado. 

A vida é mesmo assim, feita de momentos bons e outros nem tanto, mas é durante as tribulações que devemos demonstrar nossa força e fé. Eu não duvido que será capaz e superar tudo isto, e que este momento apenas servirá para fortalecer você, mas é preciso que você acredite também. 

Entregue seu coração a Deus e confie no seu amor, pois Ele cuidará de você e levará para bem longe essa tristeza!

Alívio em Jesus

Um homem entrou em sua casa carregando um presente para sua esposa e perguntou para sua filha paralítica após beijá-la:


Onde está a mamãe?

A mamãe está lá em cima, a menina respondeu.

Bem, disse o pai, tenho um presente para ela.

Papai, posso carregar o pacote para a mamãe?

Como você pode carregar o pacote para a mamãe, se você não consegue andar?

Com um sorriso, a menina continuou:
Isso é verdade, papai. Mas você pode me dar o presente e me carregar.

Carregando em seus braços, o homem levou para cima a pequena Ana e o presente.

Então, ele percebeu sua situação perante Deus. Ultimamente vinha levando um pesado fardo, porém, Deus não o estava carregando em seus braços?

Esquecemos muitas vezes de que, mesmo carregando nossos fardos, estamos sendo carregados pelo nosso Pai Celestial.

Em Mateus 11.28 Jesus diz: ? Vinde a mim todos vós que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei.?

Deus, eu nunca deixei de acreditar em Ti

Em alguns momentos da vida nos vemos revoltados, sem conseguir entender porque tantos males nos assolam. Questionamos o poder e a bondade de Deus, como pode Ele nos deixar sofrer, nós que somos os Seus filhos, as Suas criaturas. 

Em alguns momentos da vida até chegamos a virar as costas para Deus. Mas a verdade é que apesar de Deus ser onisciente e onipresente, viver está em nossas mãos. Ele não controla as nossas vidas e nem todas as coisas que nos acontecem, mas nos guia e nos ilumina para sabermos lidar com elas.

Meu Deus, eu sei que não tenho sido o melhor dos Teus filhos, sei que tenho questionado o Teu amor por mim e a Tua compaixão. Mas Senhor, quero que saibas que em momento algum perdi a fé em Ti!

Apesar da minha aparente rebeldia, o meu coração sempre foi fiel a Ti, nunca deixei apagar o fogo da minha fé. Eu peço perdão Senhor, se em algum momento Te ofendi. Eu sei que o Senhor só quer o melhor para mim.

Eu entrego o meu coração em Tuas mãos, ó Deus, me ilumina e me traz paz! Amém!

Pegadas na Areia

Esta noite eu tive um sonho.

Sonhei que caminhava pela praia, acompanhado do Senhor, e que na tela da noite estavam sendo retratados os meus dias.

Olhei para traz e vi que cada dia que passava no filme da minha vida, surgiam pegadas na areia, uma minha e outra do Senhor.

Assim continuamos andando, até que todos os meus dias se acabaram.

Então parei e olhei para traz.

Reparei... em certos lugares havia apenas uma pegada e esses lugares coincidiam justamente com os dias mais difíceis da minha vida, os dias de maior angústia, de maior medo de maior dor...

Perguntei então ao Senhor:

" Senhor, tu me disseste que estarias comigo todos os dias daminha vida e eu aceitei viver contigo mas, por que tu me deixaste nos piores dias de minha vida ? "

E o Senhor respondeu:

" Meu filho eu te amo, eu disse que estaria contigo por toda a tua caminhada e que não te deixaria um minuto sequer, e não te deixei...

Os dias que tu viste apenas uma pegada na areia, foram os dias que te carreguei... "

A Raposa e o Lenhador

Existiu um lenhador viúvo que acordava ás 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, e só parava tarde da noite. 

Ele tinha um filho lindo, de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança.

Todos os dias o lenhador ia trabalhar e
deixava a raposa cuidando de seu filho.

Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com a sua chegada.

Os vizinhos do lenhador alertavam que a
raposa era um bicho, um animal selvagem,
e portanto, não era confiável.

Quando ela sentisse fome comeria a criança.

O lenhador sempre retrucando com os vizinhos e falava que isso era uma
grande bobagem.

A raposa era sua amiga e jamais faria isso.

Os vizinhos insistiam:

- "Lenhador abra os olhos! A raposa vai
comer seu filho."

- "Quando sentir fome, comerá seu filho!"

Um dia o lenhador muito exausto do trabalho e muito cansado desses comentários ao chegar em casa viu a raposa sorrindo como sempre e sua boca totalmente ensanguentada...

O lenhador suou frio e sem pensar duas vezes acertou o machado na cabeça da raposa...

Ao entrar no quarto desesperado, encontrou seu filho no berço dormindo tranquilamente e ao lado do berço uma cobra morta...

O lenhador enterrou o machado e a raposa juntos.

Se você confia em alguém, não importa o que os outros pensem a respeito, siga sempre o seu caminho e não se deixe influenciar... e principalmente não tome decisões precipitadas...

O Tapetinho Vermelho

Uma senhora muito simples morava em uma casinha bem humilde com a sua neta, que estava muito doente. Apesar de todos os cuidados, a menina piorava a cada dia e já não conseguia mais sair da cama. Como não tinha dinheiro para chamar um táxi e levar a neta ao médico, a mulher decidiu deixá-la sozinha e ir a pé até a cidade em busca de ajuda. Ao chegar ao único hospital público da região, a senhora ouviu das enfermeiras que os médicos não poderiam ir até sua casa; era ela quem deveria trazer a menina para ser examinada e medicada. Desesperada e sem saber o que fazer, a avó saiu do hospital e passou a andar sem rumo certo.

Ao passar em frente a uma igreja, ela resolveu entrar. Algumas senhoras estavam ajoelhadas fazendo suas orações e a avó também se ajoelhou. Ela ouviu as orações daquelas mulheres e, assim que pôde, levantou um clamor a Deus, dizendo:

_ Oi, Senhor, sou eu, a Judite. Olha, Deus, a minha netinha está lá em casa, muito doente. Eu gostaria que o Senhor fosse até lá para curá-la, por favor. Anote o meu endereço, Deus: Alameda das Oliveiras, número 3.
As outras mulheres estranharam a forma com que aquela senhora orava, mas continuaram ouvindo.

_ Não tem erro, Deus. É só o Senhor seguir o caminho de terra batida e, quando passar a ponte do riacho, o Senhor pega a terceira estradinha de pedra. Passando a vendinha do Sr. Luiz, a minha casa é o último barraquinho da rua. Naquele momento, as mulheres ao lado já não oravam. Elas só conseguiam prestar atenção na senhora e se esforçavam para não rir muito alto... A avó da menina, porém, não se importou com aquilo e prosseguiu em sua conversa com Deus:

_ Olha, Senhor. Eu tranquei a porta da frente, mas a chave fica debaixo do tapetinho vermelho. É muito fácil encontrar. Por favor, Deus, cure a minha netinha. Desde que meu marido e minha filha foram morar aí no céu, ela tem sido a minha única alegria. Obrigado. E quando todas haviam pensado que a oração da idosa tinha terminado, ela complementou:

_ Ah! Deus, por favor, não se esqueça de trancar a porta e devolver a chave debaixo do tapetinho vermelho, senão eu não consigo entrar em casa! Até mais. Assim que dona Judite foi embora, as outras senhoras da igreja soltaram o riso e fizeram várias piadas sobre a sua oração. Uma delas disse:

_ Como pode uma pessoa nessa idade não saber fazer uma oração decente!? E voltou a rir. Porém, dona Judite teve uma grata surpresa ao chegar em casa: a neta havia saído da cama e estava sentada no chão da sala, brincando com suas bonecas. Muito alegre, a avó perguntou à menina:

_ Minha neta, você já está de pé? E a garotinha, olhando com carinho para a avó, respondeu:

_ Um médico esteve aqui, vovó. Ele entrou no meu quarto, me deu um beijinho na testa e disse que eu iria ficar boa logo. E não é que eu fiquei boa mesmo!? Ai, vovó... Aquele médico era tão bonito, sua roupa era tão branquinha que parecia brilhar. Ah, ele mandou dizer pra senhora que foi muito fácil achar a nossa casa e que ia deixar a chave debaixo do tapetinho vermelho, do jeito que a senhora pediu.

Eu quero Ajudar
Assista Missa Ao Vivo